Love Snapshot #10: The Last Picture Show

August 25, 2010 at 10:37 pm (Love Snapshots)

Há um amor selvagem e sem rédeas que só é trazido de volta graças à memória de um velho homem sentado à beira de um rio. Essa é uma entre muitas cenas memoráveis de um clássico americano que quebrou fronteiras e atreveu-se a traçar as linhas desgastadas da América profunda, a preto e branco. Mas das muitas formas de amor presentes em The Last Picture Show – o amor adolescente e virginal, o amor adúltero, o amor desencantado ou mesmo envergonhado – há o que sobressai acima de todos, o amor na flor da idade onde a paixão e a entrega incondicional são fortes, e nada mais importa. Me and this young lady was pretty wild, I guess. In pretty deep. O leão recorda no seu Inverno o fulgor de dias de Verão e esses breves instantes de amor permanecem para sempre no seu velho coração, inspirando sentimentos de saudade, desejo e uma vontade de reviver esses momentos perfeitos da vida. Afinal, é ele próprio, Sam the Lion, quem diz que o amor é a coisa certa a fazer: ‘Cause being crazy about a woman like her is always the right thing to do. Being an old decrepit bag of bones, that’s what’s ridiculous. Gettin’ old.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: