Love snapshot #6: The Go-Between

April 19, 2009 at 6:27 pm (Love Snapshots)

Julie Christie em The Go-Between de Joseph Losey

Julie Christie em "The Go-Between" de Joseph Losey

Quando o rapaz Leo é convidado para passar um Verão crucial da sua adolescência com uma família aristocrática inglesa, é ainda demasiado inocente para se aperceber do mundo subtil dos adultos, permeado de jogos e silêncios eloquentes, de mentiras e manipulação.

Tudo o que vê é a beleza fulgurante e angelical de Marian (Julie Christie), irmã do seu amigo, destinada a ser uma futura Lady. A sua paixão de rapaz é inteiramente ingénua, levando-o a devotar-se a Marian com toda a sua alma. Mas a jovem mulher, mesmo tendo a face de um anjo, tem segredos que nunca revela por inteiro. Força Leo a servir de mensageiro entre ela e o homem por quem está apaixonada, um agricultor inferior à sua classe (Alan Bates). De forma inconsciente ao rapaz, é através dele que o casal consuma a sua relação  sexual ilícita, nunca revelada por palavras em todo o filme (e essa é um dos feitos notáveis do argumento de Harold Pinter em que tudo está subeentendido nas entrelinhas, mas nunca claramente expresso).

Descrevendo uma Inglaterra de início de século que já não existe, e em particular uma classe extremamente opulenta e antiquada que se extinguiu para dar lugar a uma classe mais enérgica e consciente dos seus pares, The Go-Between é um filme todo ele sobre desejo e amor. Mas um desejo esmagado pela força das circunstâncias e por uma sociedade hipócrita que mantém as aparências da convencionalidade, ignorando propositadamente a imoralidade que corre no seu seio.

Aprisionado entre os amantes, e manipulado sem escrúpulos, o rapaz irá entrar da pior forma possível no mundo adulto, servindo de testemunha a um amor trágico. Ele será, acima de tudo, a principal vítima do egoísmo de outros, um mero peão no jogo entre deusas e homens que não são fortes o suficiente para resistir à luz tentadora que irradia do Olimpo dos deuses.

1 Comment

  1. igdrasil said,

    No seguimento do post do Luís Rodrigues no SF SIGNAL, iniciou-se uma discussão aqui: http://correiodofantastico.wordpress.com/2009/07/11/e-ja-daqui-a-pouco/#comments

    Escrevi um artigo sobre o assunto aqui:

    http://correiodofantastico.wordpress.com/2009/07/18/a-literatura-fantastica-portuguesa-uma-reflexao/

    é importante a discussão: Participa!

    Roberto Mendes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: