Love snapshot #3: Raise the Red Lantern

February 7, 2009 at 11:54 am (Love Snapshots)

raise-the-red-lantern

Gong Li em Raise the Red Lantern (1991)

O que faria uma mulher para se tornar a favorita de um homem? Para começar, ela odiaria todas as outras mulheres que disputassem o seu amor e atenção.  Em Raise the Red Lantern de Zhang Yimou, nos aposentos sumptuosos e sedutores das concubinas, onde impera o vermelho da paixão, o mestre e senhor da casa, sempre de face oculta, favorece Songlian (a deslumbrante Gong Li), mas ela tem que aprender a sobreviver num ninho de víboras, ou será mordida pelo veneno dos ciúmes, da inveja e do ódio.

Para triunfar é preciso encarnar as qualidades de amor como convém a uma concubina, mas na sua inexperiência, ela é incapaz de lidar com a dissimulação de outros. E quando ela própria se enreda no labirinto das mentiras, vê-se sozinha e sem salvação no mundo subtilmente opressivo e cruel  do palácio onde mulheres são mortas por adultério, perante os olhos cegos da justiça.

Mas por breve instantes, Songlian triunfa quando as outras concubinas aparentemente aceitaram o seu novo estatuto de favorita do mestre. Ela rejubila e cai no pecado da arrogância. Todavia, tudo é ilusório e efémero, e Songlian aprende da forma mais cruel que não é mais do que um objecto de posse, sem vontade própria. E que a vida de uma concubina é tão solitária e vazia como o quarto em que se vê encerrada na imagem acima, sem nenhum amor para dar ou receber.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: