Love snapshot #2: No more the crying game

January 12, 2009 at 10:44 pm (Love Snapshots)

Jaye Davidson em The Crying Game (1992)

Jaye Davidson em The Crying Game (1992)

Causa verdadeira sensação a aparição, sob as luzes do palco, de Dil a cantar The Crying Game num pub perante o olhar hipnotizado de Fergus, um ex-membro do IRA que conhecera Jody, o amante de Dil e soldado britânico, em circunstâncias extremas. Levado a questionar as políticas extremas do IRA e impelido por um estranho sentido de dever e curiosidade, Fergus encontra Dil para lhe transmitir as palavras e memória de Jody, mas  deixa-se inevitavelmente levar pela sua própria necessidade de amar e ser amado.

E por mais irónico que isso soe (não posso revelar o enredo subtil e bastante complexo), o charme, a graça e feminilidade de Dil encantam Fergus, mesmo quando descobre os factos que falam por si. A verdade acaba por perder toda a relevância perante a difícil constatação de que está disposto a assumir as consequências do amor que sente, não importando a dimensão do sacrifício que terá que realizar para preservar o seu afecto. Um afecto que o revela como um novo homem, transformado pelas suas experiências.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: