De volta aos Period Dramas

September 11, 2007 at 8:34 pm (Cinema e TV)

Os period dramas voltam a entrar na sua máxima força este ano. Recriações históricas em cinema têm conhecido altos e baixos, nunca desaparecendo efectivamente das salas de cinema. Este ano, coincidência ou não, parece ser um ano excepcional, muito acima do mediano.

Lust, Caution de Ang Lee. Galardoado com o prémio máximo do Festival de Veneza, recria a Shangai do tempo da II Guerra Mundial, onde encontramos uma menina que cresce para se tornar uma mulher treinada para matar o inimigo. Envolvida num perigoso jogo de espionagem, deixa-se arrastar pela figura poderosa e enigmática de Mr. Yee.

De terras britânicas, chega Atonement onde brilha, para além de Keira Knightley, a revelação que se tornou o actor James McAvoy.

Curiosamente, tem algum background em fantástico. Deu os primeiros passos em ficção científica na mini-série Children of Dune, na qual assumiu o papel de Leto II. E mais tarde, vimo-lo como o fauno Mr. Tumnus em As Crónicas de Narnia. Foi, no entanto, a sua interpretação como Nicholas Garrigan em The Last King of Scotland que o colocou no caminho para o estrelato.

Este actor escocês muito ocupado tem somado pontos e conquistado a crítica com o seu talento excepcional. Em breve, iremos vê-lo em Atonement, baseado na obra premiada de Ian McEwan. Tenho lido o livro e fui absolutamente conquistada pela prosa talentosa de McEwan. Tinha evitado este autor durante tanto tempo, julgando ser produto de um mero hype, mas estou a tempo de me remediar da situação.

Até lá, aguardo por Atonement, o filme escolhido para a abertura do Festival de Veneza. Parece que o corpo de Keira Knightley assenta que nem uma luva na figura alta e frágil das mulheres do séc. XIX. Nasceu na época errada.

Dentro ainda dos period dramas, o western volta a centrar atenções, mostrando ser um género que ainda dá luta. Se por um lado, temos o remake de 3:10 to Yuma com Christian Bale e Russell Crowe, por outro lado, será decerto o mediático The Assassination of Jesse James by the Coward Robert Ford com Brad Pitt e Casey Affleck que irá catapultar de novo o western para a linha da frente.

O filme parece determinado a capturar aquela grande aura mística que rodeia a vida dos cowboys, onde a arma é a única lei que prevalece, e é o fora-da-lei Jesse James que melhor personifica esse tempo singular da história da América.

3 Comments

  1. dunyazade said,

    Olá. Obrigada pelo convite, mas nao devo poder ir.

    Beijinhos a todos😉 ********

  2. dunyazade said,

    Ups… acho que me enganei no blog quando coloquei esta mensagem, lol. Sorry!**********

  3. Safaa Dib said,

    Pois, devia ter sido colocado no blog da Cristina, mas eu estava dentro do assunto.😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: