Kiki’s Delivery Service

August 4, 2007 at 8:22 pm (Cinema e TV)

You’d think they’d never seen a girl and a cat on a broom before.

Kiki descende de uma família de bruxas e está prestes a iniciar uma velha tradição. Aos 13 anos, por conta própria, ela sai de casa para dar início ao treino como bruxa. Contando com a ajuda apenas do seu gato preto Jiji e uma vassoura, Kiki parte em direcção aos céus, tendo como única certeza de que tem que encontrar o seu lugar no mundo.

Atraída pelo oceano, vai de encontro a uma cidade à beira do mar, cheia de vida e reboliço, e talvez não tão acolhedora quanto ela desejaria. Mas a determinação de Kiki ajuda-a a superar os seus medos iniciais e até os protestos de Jiji. Acolhida por uma família de padeiros, dá início a um serviço de entrega de encomendas por vassoura.

E assim começam as aventuras de Kiki que enfrenta corvos, tempestades, toda uma série de contratempos, mas que sempre tenta o seu melhor da forma mais inocente e incondicional possível.

É um filme cheio da ternura e encanto com que o realizador Hayao Miyazaki nos habituou nas suas animações em que crianças se tornam as protagonistas principais e aprendem a ver o mundo com os seus próprios olhos. Nem sempre é fácil para Kiki. Quando perde o que tem de mais precioso, torna-se uma criança mais uma vez, vulnerável sem a sua magia.

If I lose my magic, that means I’ve lost absolutely everything.

Mas é então que Kiki enfrenta o maior de todos os desafios. Deixar de lado o espírito de bruxa até que encontre a inspiração para voltar a voar, até que aceite que é diferente e que será sempre diferente de todas as crianças. Com o apoio dos amigos, e perante os maiores perigos, ela volta com uma confiança admirável, a percorrer os céus com o seu robe negro e laço vermelho.

Talvez não tão épico como as grandes animações de Miyazaki de temas portentosos como Nausicaa of the Valley of the Winds ou Princess Mononoke, aproximando-se mais do estilo intimista de My Neighbour Totoro, Kiki’s Delivery Service não deixa de ser uma criação de Miyazaki que, mais uma vez, encanta.

E Jiji deve ser o gato mais cool e engraçado que já agraciou os ecrãs (talvez à excepção do Puss in boots de Shrek), até ao momento em que troca Kiki por uma gata namorada!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: