Começa a compor-se The Golden Compass…

August 18, 2006 at 9:01 pm (Cinema e TV)

Tenho acompanhado as notícias relativas à produção do filme de The Golden Compass, o primeiro livro da trilogia His Dark Materials de Phillip Pullman. Sobre este livro do qual sou admiradora, escrevi algumas palavras no site da Épica.

O realizador será o Chris Weitz (About a Boy), talvez não o mais experiente cineasta que se poderia desejar para este filme mas a quem se concede o benefício da dúvida. Relativamente ao casting, tem vindo a ser composto aos poucos.

A grande estrela, Lyra Belacqua, será interpretada por Dakota Blue Richards, da qual ainda não circulam fotos, tendo sido a felizarda escolhida num casting ao qual concorreram milhares de adolescentes.

A enigmática e bela Mrs. Coulter será interpretada por Nicole Kidman, diva que dispensa apresentações. Poderíamos jurar que Pullman escreveu a personagem de Marisa Coulter a pensar em Kidman.

Kidman

A rainha das bruxas Serafina Pekkala será Eva Green cuja beleza agraciou Kingdom of Heaven de Ridley Scott.

EvaGreen

A voz de Iorek Byrnison será em princípio a de Ian McShane, mais conhecido como Al Swearingen da série Deadwood.

E pensam os fãs para os seus botões, e Lord Asriel? Quem foi escolhido para a personagem de Lord Asriel, tão crucial para o desenvolvimento da trama? Antes de mais, quem leu os livros de Pullman sabe como se impunha que Lord Asriel fosse uma figura extremamente carismática e elegante, com forte presença de ecrã, ambíguo e um lado oculto tenebroso, imprevisível nas emoções e demonstração de sentimentos, em suma, um homem capaz de desafiar todos os poderes do céu e terra.

O que não é compreensível é como foram escolher um canastrão de primeira como o Daniel Craig. Mas por obra de quem Craig passou a ser um leading man? Os estúdios ainda não aprenderam a lição com o intenso desagrado com que a escolha de Craig como o novo Bond foi recebida por milhares e milhares de fãs do franchise? E curiosamente, Asriel não está assim tão distante da figura de James Bond em certos aspectos.

Craig

Craig tem o perfil certo para papéis secundários como o que desempenhou e muito bem em Munique de Steven Spielberg. É um actor indicado para papéis aberrantes, distorcidos, singulares, esquizofrénicos.

Desilusão nem começa por descrever o que sinto por esta escolha. Pullman queria o Jason Isaacs, ora aí teria sido uma escolha interessante. Pena que a vontade do autor não foi respeitada neste aspecto. Enfim, surpreendam-me, surpreendam-me!

2 Comments

  1. Rogério said,

    Dá uma hipótese ao tipo.
    Afinal de contas, para a frente, o Asriel começa a ficar um pouco “aberrante, distorcido, singular, esquizofrénico”😉

  2. Ane barbosa said,

    Com o Jason Isaacs, seria maravilhoso. Foi uma pena, o filme foi bom mais dixou a desejar:/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: