Uma panorâmica muito geral das coisas

April 21, 2006 at 2:01 pm (Strange Land)

E para quem não sabe ainda, e por acaso acho que esta notícia ainda foi pouco divulgada, o novo Fórum Fantástico já tem data e local marcados. A edição deste ano ainda ir-se-á realizar nas magníficas instalações da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, em Telheiras, de 30 de Novembro a 3 de Dezembro. A não ser que ocorra algum terrível imprevisto, não irá haver alterações.

Estou inscrita na mailing list da Associação Espanhola de Ficção Científica, Fantasia e Terror e estou agradavelmente surpreendida com a actividade intensa e a quantidade de blogs e sites dedicados a literatura fantástica no país vizinho. Evidentemente que não tem comparação o número de publicações dedicadas ao género em Espanha com o que se faz por aqui. Tomando o cuidado de distinguir as iniciativas privadas da actividade editorial, verifica-se que em Portugal o campo é extremamente errático e muito dependente da boa vontade, disponibilidade e muito amor à camisola de um pequeno grupo de fãs. Não quer dizer com isto que não haja mais pessoas interessadas, porque sei que elas existem, mesmo não fazendo parte de nenhum fandom. Mas estas pessoas interessadas raramente movem-se para fora do campo da leitura ou dos jogos.

Se as coisas melhoraram nos últimos tempos? Nem por isso. Publicações como a Hyperdrivezine e DragãoQuantico suspenderam actividade, E-nigma foi pelo mesmo caminho, embora tenha dado alguns sinais de vida no ano 2005, o blog A Trilha de Mobius daqui a 1 mês completa 1 ano de inactividade, entrando oficialmente para a lista de sites abandonados. O site de Luís Filipe Silva, Tecnofantasia, tem tido os seus altos e baixos mas ainda se mostra resistente. O site Fantastic Metropolis já não é actualizado desde o Natal. A associação Simetria desde há bastante tempo que deixou de incentivar uma verdadeira e regular actividade, embora nunca lhe tenha faltado boa vontade e meios da parte da Câmara Municipal de Cascais. Basta ver o fiasco que foi a Ibercon, a convenção de Vigo, sobre a qual mencionarei noutro post. A excepção foi João Barreiros que publicou, em 2004, A Verdadeira Invasão dos Marcianos. Nesse ano, também assistimos à publicação de As Furtivas Pegadas da Serpente de António Macedo. Tenho clara consciência de que se estes projectos mencionados se extinguiram, os seus mentores passaram a mover-se em outras áreas de divulgação, continuando sempre a contribuir com a sua experiência.

Mas porque é que simplesmente a FC e Fantasia em Portugal não entrou em estado comatoso? Porque este grupo de editores, críticos e escritores, embora possuam um vasto conhecimento na área, não inclui o grande número de pessoas interessadas e capazes de tomar outras iniciativas. Uma intensa actividade nasceu e cresceu fora do grupo do fandom nacional.

A Presença, graças ao boom gerado pelos filmes do Senhor dos Anéis de JRR Tolkien, encontrou um público juvenil e adulto ávido por mais contadores de histórias. E daí se iniciar uma nova colecção, a Via Láctea, que já publicou excelentes autores como Phillip Pullman, Neil Gaiman, Ursula Le Guin, David Gemmell, e ainda promover e encorajar novos autores nacionais a revelarem os seus manuscritos, embora até agora só tenham surgido clones de autores estrangeiros, isto é, os nossos jovens talentos da Presença limitam-se a fazer copy/paste do que se faz melhor lá fora, em vez de ousarem construir uma voz única e pessoal.

Surgiu também a colecção Viajantes no Tempo, dedicada à Ficção Científica, e finalmente passámos a ter ao dispor de todas as livrarias, alguns autores fundamentais, como Phillip K. Dick, Neil Asher, Ursula Le Guin, John C. Wright e Nick Sagan. Lamentavelmente, a editora não tem dado mostras de continuar a querer publicar. Altered Carbon de Richard Morgan já foi traduzido há mais de um ano mas remetido para as gavetas escuras da editora. Edenborn / Paraíso Virtual de Nick Sagan talvez não tivesse sido publicado não fosse a pressão da organização do Fórum Fantástico em ter o livro lançado por ocasião da visita do autor a Portugal. Esperemos que ao menos completem a trilogia e lancem o último livro, Everfree.

Já me esquecia da Gailivro, embora a colecção deles seja infanto-juvenil. Publicaram Paolini, outro clone, mas também têm contribuído positivamente para a fantasia nacional através de Inês Botelho e, num futuro próximo, Madalena Santos.

Mas muito antes da Presença, já existiam as colecções de bolso da Europa-América e as Argonautas da Livros do Brasil, duas colecções imprescendíveis para várias gerações de portugueses que assim tomaram contacto com a FC. Infelizmente, já só se encontram alguns volumes nos alfarrabistas e ocasionais feiras de livro.

A Argonauta ainda tem continuado a publicar em dois formatos. O Gigante e a edição de bolso. A última publicação de jeito e com capas aceitáveis que vi da parte deles publicada foi a trilogia de Guy Gavriel Kay, A Tapeçaria de Fionavar. Muito recentemente, lançaram uma nova autora brasileira, Márcia Guimarães.

A grande novidade e que realmente deu nova vida ao género, não se guiando por critérios exclusivamente comerciais, foi a actividade da editora Saída de Emergência. Para além de romances históricos, o fantástico foi uma das grandes apostas de Luís Corte Real e António Vilaça, a dupla responsável pelo lançamento de autores como Douglas Adams, Paul McAuley, Michael Moorcock, Lovecraft, Robert E. Howard, Fritz Leiber, autores de clássicos que faziam falta na língua portuguesa. As novidades têm-se sucedido a um bom ritmo e não faltarão grandes surpresas para este ano e o próximo.

Se ainda reina a ideia de que estas colecções devem ter como alvo o público mais jovem, também há quem ouse apostar numa literatura mais diversa, estimulante, imaginativa e absolutamente fantástica. Muitas outras editoras contribuem também com lançamentos esporádicos de verdadeiras preciosidades.

A editora Cavalo de Ferro, nesse aspecto, tem sido fértil e consistente. A Livros de Areia publicou o autor galês Rhys Hughes e a sua Nova História Universal da Infâmia, e promete ainda a publicação do autor norte-americano Jeff Vandermeer, aproveitando a sua visita a Portugal em Julho.

Mas se este é o panorama em linhas gerais da actividade das editoras, o que dizer das iniciativas a nível individual? Sobre os 1ºs Encontros Literários, fundação da Épica e Fórum Fantástico não há dúvidas que foi dado um importante passo. Claro que sou suspeita em dizer isto, mas nem eu, nem o Rogério Ribeiro andámos a fazer o que fizemos para não ver reconhecido o nosso trabalho.

Em publicações, temos agora a nova revista Bang! , editada por Rogério Ribeiro e dirigida por Luís Corte Real. O Antoloblogue, iniciativa de Jorge candeias e Luís Filipe Silva, é um projecto que está ainda em vias de ser levado a bom termo, sem garantias de sucesso. o fanzine Phantastes, tem um bom nº 0, mas o novo número ainda não deu sinais de vida.

Do que se tem feito na net, destaco a mailing list portuguesa de Ficção Científica, embora não prometa que ninguém saia arranhado de algumas discussões. Enter at your own peril. Para finalizar, realço a actividade do Fórum Sci-Freaks e o excelente blog do escritor David Soares.

O que eu gostava de ver feito por cá é exactamente isto como se faz em Espanha:

http://ccyberdark.blogspot.com/

Um webzine de crítica sobre ficção científica, fantasia e terror. Reparem na qualidade dos textos!

Também adoraria ver isto:

http://literfan.cyberdark.net/

O blog da Épica tenta cobrir muito do que se publica em Portugal, mas não temos o olho omnipotente de Sauron a vigiar toda a terra. De forma que são várias as coisas se escapam, com muita pena nossa.

Sabem qual a palavra chave para conseguir isto? colaboradores.

2 Comments

  1. mzanobio said,

    Ola Amigos estou em busca de “dicas” de livros bons de ficção e fantasia para ler. Vou deixar os que mais gostei e espero que vocês façam o mesmo:
    Harry Potter e as Reliquias da Morte. Pena que acabou…
    – Guardiões de Deus: A Batalha nos Céus, Muito bom, não é muito conhecido, mas a história é fascinante, cheia de suspense, mistério… para quem não conhece este é o enderço do livro http://guardioesdedeus.vilabol.uol.com.br
    – Eragon, gostei deste que é o primeiro livro da trilogia, ja o segundo, Eldest não muito.
    -Bento, livro super legal sobre Vampiros
    -O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, para mim o melhor dos três.

    Bom essas são as minhas dicas de leituras, espero as de vocês
    abraços
    Zanobio

  2. Lex Talionis « Stranger in a Strange Land said,

    […] 2006, escrevi um post sobre a situação da fantasia e ficção científica em Portugal e agora a relê-lo penso como […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: